Pagando a faculdade sozinho? Aprenda 8 DICAS para se planejar financeiramente

Pagando a faculdade sozinho? Aprenda 8 DICAS  para se planejar financeiramente

É fato que ninguém vai te obrigar a se graduar em alguma faculdade.

Mas é inquestionável quanto um diploma pode elevar o seu currículo, te colocar em posições que seria impossível alcançar apenas com vivência de mercado.

Quanto mais o tempo passa, mais as empresas procuram funcionários que tenham experiência somada ao conhecimento. Para isso é muito importante se especializar em alguma área, seja ela qual for.

Se você está atualmente trabalhando sem possuir uma formação, saiba que você poderia estar indo muito mais longe!

Tudo bem, eu entendo a dificuldade de quem trabalha encontrar momentos livres para estudar ou até mesmo dinheiro para pagar a faculdade. Mas fiquem tranquilos, estamos aqui para orientá-los quanto a isso.

Existem inúmeras instituições que oferecem cursos noturnos.

Pesquise todas elas e veja qual possui aquele que você deseja cursar.

Feito isso, partiremos para um planejamento financeiro e ai o que falta é basicamente a sua vontade de começar.

Pode até parecer difícil, mas se atente as 8 dicas abaixo e trabalhe duro para alcançar o sucesso.

1. Crie uma planilha para administrar seus gastos

Mantenha uma planilha com o seu orçamento mensal, incluindo todos os seus gastos, desde coisas banais para a casa até as saídas com amigos e família.

Você não deve parar de se divertir, apenas manter um controle maior sobre esses gastos, não deixando nada de fora da planilha.

Dessa forma, todo mês você tem controle total sobre seu dinheiro, sabendo exatamente onde precisa reduzir os gastos ou até mesmo cortar totalmente.

Não sabe como criar essa planilha? Não tem problema, nós disponibilizamos uma aqui para você!

2. Organize os gastos de acordo com a sua planilha

Organize sua planilha para saber no que você deve ou não gastar o seu dinheiro. Não esqueça nenhuma despesa mensal.

Garanta o dinheiro do aluguel assim como as contas gerais da casa, mensalidade da faculdade e qualquer outro gasto que tenha data fixa de pagamento.

Deixando essas principais contas com prioridade de pagamento, não há necessidade de criar novas dívidas, portanto evite compras desnecessárias pela internet, pagar por planos de TV ou telefone.

Mas calma, você pode ter tudo isso de volta assim que terminar a faculdade.

3. Descubra se a faculdade oferece algum tipo de auxílio

Primeiro de tudo, informe-se sobre seu curso para saber se a grade curricular atende às suas necessidades no mercado de trabalho.

Conheça a infraestrutura, o corpo docente, afinal você passará alguns anos estudando nessa faculdade, tenha confiança nela.

Feito isso, é importante se informar com departamento responsável a respeito das facilidades de pagamento que eles podem ou não oferecer ao aluno, como descontos, financiamentos e muito mais.

4. Veja opções de financiamento estudantil

No caso da sua instituição não oferecer nenhuma facilidade de pagamento, não tem problema!

Você ainda pode buscar financiamentos oferecidos pelo Governo, como o Prouni e o Fies, por exemplo.

Fora esses dois existem programas existem outros vários, possibilitando que você encontre exatamente o seu curso em um preço que cabe no seu bolso.

Procure saber qual desses programas te atende melhor e então é só iniciar seu cadastro e continuar o passo a passo.

5. Antes de comprar, PESQUISE!

Sempre que quiser comprar alguma coisa, seja para a faculdade, para casa ou até mesmo para você, pesquise pela internet todos os lugares que vendem esse produto.

Veja o preço oferecido em cada lugar e compare, isso te ajudará economizar muito.

Essa técnica depois de se acostumar vai se tornar um hábito, afinal tudo pode ser pesquisado e comparado, desde a compra de um carro até as compras mensais em um supermercado.

6. Encontre alguma forma de renda extra

Muitas pessoas quando possuem grandes contas para parar, procuram os “bicos” em restaurantes, bares, eventos, etc.

Se você já trabalha não tem necessidade de sacrificar mais do seu tempo trabalhando em outro emprego, procure se informar se na sua empresa existe a possibilidade de realizar horas extras.

Até mesmo funções adicionais podem te gerar mais dinheiro, portanto se dentro do seu trabalho você sente que ainda tem tempo e chance para ajudar de outras formas, negocie.

Outra oportunidade é ganhar dinheiro de casa, no tempo livre. Isso mesmo, você trabalhar em casa como freelancer, depende apenas da sua área.

Logo, se você escreve bem, pode oferecer criação de conteúdos para blog. Mas se entende mais de computador, pode oferecer serviços de manutenção, formatação, etc. São inúmeras as possibilidades.

7. Dê valor ao seu dinheiro na Poupança

Uma das maiores dificuldades ao lidar com o dinheiro é guardá-lo.

Verdade seja dita, assim que pegamos um dinheirinho na mão, já dá aquela vontade de gastar. Mas com todas essas dicas não tem porque fazer errado.

A poupança pode ser uma das suas maiores aliadas para ajudar a pagar a faculdade e passar por esse período de dificuldade.

Porém, como fazer para guarda ao invés de gastar?

Como falamos lá no início. A planilha irá te ajudar compreender melhor seu orçamento, dessa forma você controla seu dinheiro evitando gastos desnecessários. Logo, ao fim do mês sempre te sobrará uma graninha.

Pegue esse dinheiro que sobrou e coloque na poupança, o mínimo que seja, faça isso quando puder e com quanto puder.

Ao longo do curso você terá um dinheiro reserva para ajudar com os gastos extras da faculdade e quando ela terminar pode te ajudar inclusive com uma viagem.

8. Mantenha o foco, disciplina e vontade

Ir para a faculdade é um novo estágio da vida, momento de conhecer pessoas, fazer amizades, superar dificuldades.

Todo mundo deveria passar por isso, faz parte da nossa construção social além de ajudar a nos construir como pessoas.

Portanto não deixe que problemas financeiros te impeçam de aproveitar essa fase. Estudar nos ajuda a enxergar tudo com mais foco, disciplina, use isso ao seu favor e sinta-se confiante.

Você possui plena capacidade de administrar sua situação financeira. Decidir se é necessário ou não cortes e reduções para sobrar uma graninha extra.

Conclusão

Com todas essas dicas já não é mais tão difícil assim pagar a sua faculdade.

Você possui conhecimento suficiente para criar uma planilha. Organizar os seus gastos por prioridade, economizar onde for possível e aplicar na poupança e muito mais.

O seu dinheiro agora ficará organizado e você terá muito mais chances de investir no seu futuro.

Estude, se organize e faça todo o planejamento para conquistar o tão sonhado diploma que alavancará você no mercado de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *