O que faz um psicólogo? Entenda tudo sobre a profissão!

O que faz um psicólogo? Entenda tudo sobre a profissão!

Interessado em estudar psicologia? Aprenda aqui o que faz um psicólogo e descubra sobre as diversas áreas de atuação desse profissional. 

 

O que faz um psicólogo? A palavra “psicologia” consiste na junção de dois termos, PSYKHE cujo significado em grego é mente, e LOGIA, cujo significado em português é “estudo”. Em suma, é uma ciência que estuda a mente humana e todas as suas nuances. 

 

O psicólogo é o profissional que vai aprofundar-se na análise das questões internas do indivíduo, como a consciência, os comportamentos, a infância, as relações sociais, os traumas… São figuras importantíssimas na história da humanidade e agora, no mundo contemporâneo, ganharam novas áreas de atuação.  

 

Aqui neste post, você vai aprender sobre as especificidades desta carreira e as possíveis abordagens da profissão. Acompanhe! 

 

O que é preciso para ser um psicólogo?

 

Com base na introdução deste texto, é mais simples visualizar quais as aptidões que uma pessoa precisa para ser psicóloga. A escutAtiva é uma habilidade fundamental, assim como ser observador, calmo, possuir boa oratória, empatia e solidariedade. Além disso, é importante ser curioso acerca do comportamento humano. 

Outro ponto importante é ter equilíbrio emocional. Ao longo da profissão, o psicólogo terá que lidar com situações bem difíceis, e por isso, é essencial permanecer distante da situação. Por isso, essa profissão é indicada para pessoas que conseguem manter-se calmas e racionais diante de momentos desafiadores. 

O que faz um psicólogo?

 

Agora, você já deve saber que o psicólogo é responsável por estudar e analisar o comportamento e fenômenos psíquicos decorrentes das emoções, pensamentos e valores do indivíduo.

 

Por isso, basicamente, o que um profissional dessa área faz é observar as atitudes e os sentimentos para, assim, decifrar os mecanismos mentais do paciente e as causas para tais hábitos e ações. Dessa forma, é possível modificar as atitudes em nome de uma existência plena. 

 

Muitas pessoas associam a palavra psicólogo com consultório e divã. Na realidade, existe um amplo leque de atuação, afinal, o ser humano vive em sociedade. O profissional pode atuar em escolas, hospitais e ambientes jurídicos ou corporativos. 

 

Além disso, pode conduzir processos de reconstrução do indivíduo e inserção da vida em sociedade, trabalhando em centros de atendimentos, asilos ou penitenciárias. Outra linha é seguir o caminho da Psicologia do Trânsito e Psicologia Esportiva, áreas em expansão. Em resumo, o psicólogo está apto para atuar em tudo que envolve a análise do comportamento humano. 

 

Áreas da atuação da psicologia

 

Logo, a área de atuação dentro da psicologia é vasta e inclui clínicas, centros esportivos, hospitais e empresas. Para entender melhor, é só acompanhar o post até o final. Vamos conversar sobre os segmentos e destrinchar o que esse profissional faz em cada um deles. 

 

O que faz um Psicólogo Escolar/Educacional? 

 

Dentro da educação, o psicólogo auxilia no processo de aprendizagem, analisando e realizando intervenções psicopedagógicas, referentes ao: 

 

  • desenvolvimento humano; 
  • relações interpessoais
  • integração família-comunidade-escola
  • desenvolvimento integral do ser. 

 

Assim, cabe ao psicólogo escolar analisar as relações entre os diversos segmentos do sistema de ensino e observar a repercussão durante o processo de aprendizagem. O objetivo desse profissional no ambiente escolar é auxiliar na elaboração de procedimentos educacionais capazes de atender às necessidades individuais. 

 

Algumas das atividades de quem escolhe essa área é realizar diagnósticos; fazer intervenções sejam preventivas ou corretivas tanto em grupo quanto individualmente; elaborar e reformar currículos; criar projetos pedagógicos e de políticas educacionais; desenvolver novos procedimentos educacionais; contribuir para a análise e intervenção no clima educacional, dentre outras. 

 

O que faz um Psicólogo Organizacional e do Trabalho

 

Já o profissional que se envereda pela área da Psicologia Organizacional e do Trabalho, precisa avaliar a empresa, o ambiente e as equipes de colaboradores, para identificar possíveis problemas e falhas. Depois, sugere pontos de melhorias e propõe soluções. 

 

Outra função prevista no exercício da profissão como psicólogo organizacional é proporcionar um ambiente que promova o bem-estar dos funcionários e aprimorar desempenho da organização. Algumas das atividades relativas a Psicologia Organizacional e do Trabalho são:

 

  • Recrutamento e seleção: aplicar testes psicológicos, dinâmicas de grupo e entrevistas individuais, identificar candidatos qualificados e orientar a gestão na escolha do melhor profissional.

 

  • Analisar e desenvolver cargos: definir quais são as responsabilidades e exigências de cada cargo dentro da organização e identificar a eventual necessidade da criação de novos. 

 

  • Realizar o diagnóstico institucional: identificar a necessidade de reestruturação e promover mais integração entre os diversos setores da empresa. Avaliar indicadores de qualidade e perceber quais ações estão dando certo e devem ser continuadas, assim como as que devem ser modificadas. 

 

  • Pesquisa de clima organizacional: analisar o grau de comprometimento e satisfação dos funcionários e descobrir como se sentem em relação a rotina de trabalho. 

 

Fora isso, essa linha de atuação da psicologia ajuda o colaborador a atingir suas metas pessoais e profissionais, motivando-os e estimulando a produtividade. 

 

O que faz um Psicólogo de Trânsito? 

 

A Psicologia do Trânsito estuda o comportamento humano aplicado à movimentação de pessoas em meios urbanos. Para isso, é necessário investigar os processos externos e internos, assim como os fenômenos conscientes e inconscientes dentro desse contexto. 

 

Essa é uma área em ascensão e, ultimamente, tem ampliado a discussão sobre o tema no Brasil. Esse profissional, em suma, ajuda a entender o universo do trânsito com base no compromisso social de estabelecer uma relação de harmonia entre o sujeito com o meio ambiente.

 

O que faz um Psicólogo Jurídico?

 

Um psicólogo jurídico abrange a avaliação e o acompanhamento de como os fenômenos psicológicos podem induzir uma pessoa a infringir as normas legais vigentes na sociedade. 

 

Quando o desvio de conduta tem origem psicológica, o profissional entra em cena para atestar, justificar ou ainda explicar, os motivos relacionados à saúde mental que levaram o réu a cometer um delito. 

 

Assim, trabalhando lado a lado com advogados, assessorando-os com o fornecimento de dados e laudos psicológicos, o psicólogo jurídico contribui para o processo judicial. 

 

Em resumo, a psicologia jurídica estuda as características dos comportamentos enquanto os advogados trabalham com as leis que regulam essas condutas. A colaboração do psicólogo jurídico pode ser decisiva para a resolução e conclusão de casos processuais.

 

Além disso, o psicólogo jurídico atua na prevenção de crimes, assistência psicológica das vítimas e participam de programas  preventivos, de reabilitação e de reintegração à sociedade, seja na comunidade ou no meio penitenciário. 

 

O que faz um Psicólogo do Esporte? 

 

A Psicologia do Esporte estuda os comportamentos de pessoas dentro do contexto da prática de atividades físicas e quais fatores psicológicos influenciam o desempenho físico. Além disso, é o responsável por compreender como o desenvolvimento emocional influencia na saúde e no bem estar. 

Quando falamos de psicologia do esporte, logo vem à mente a atuação restrita apenas a alta performance, no entanto, esse ramo também abrange: 

  •  atividade física como manutenção da saúde e do bem estar; 
  • relação do praticante com o ambiente escolar; 
  • atividades esportivas, pedagógicas e competitivas; 
  • recuperação psicológica de lesão de atletas e praticantes de esporte;
  • atividade física como meio para reabilitação ou inserção social; 
  • esporte como meio de educação e socialização de crianças e jovens. 

Em resumo, na área esportiva, procuramos desenvolver as principais habilidades psicológicas para um bom desempenho.

O que faz um Psicólogo Clínico? 

 

Essa é o ramo mais conhecido da psicologia: a atuação clínica destina-se a mediar o encontro do sujeito consigo mesmo a partir da fala. O psicólogo clínico atua no processo de recuperação do sujeito que está em sofrimento psíquico, conduzindo a reestruturação de seu bem estar biopsicossocial e em ações promotoras da saúde física e mental. 

 

Assim o profissional oferece suporte ao paciente, sejam crianças, adultos ou adolescentes, ao ouvi-lo, orientá-lo, apontar caminhos, proporcionar alívio emocional, autoconhecimento, ajustamento criativo, etc. 

 

Com isso, consegue traçar medidas de prevenção de quadros graves de doenças mentais, ajuda no aconselhamento, na avaliação de diagnósticos e define possíveis encaminhamentos para outros profissionais. 

 

O que faz um Psicólogo Hospitalar? 

 

A Psicologia Hospitalar é responsável por promover a saúde mental do paciente internado em alguma instituição de saúde. Sejam hospitais, ambulatórios, enfermarias ou UTIs, a pessoa alocada nesses ambientes precisa reajustar sua vida à rotina hospitalar, abrindo mão da sua individualidade. 

 

Dependendo do quadro, essas mudanças podem afetar seu bem estar mental e é nesses momentos que entra o psicólogo hospitalar: oferecendo ferramentas para a pessoa enferma possa enfrentar sua condição da melhor maneira, principalmente, tratando-se de casos graves ou incuráveis. Também orienta a família do paciente. 

 

Confira a seguir os principais papéis desse profissional:

  • Avaliação psicológica de pacientes;
  • Apoio psicológico a pacientes e familiares;
  • Suporte psicológico a profissionais de saúde;
  • Supervisionar grupos terapêuticos de pacientes e familiares;
  • Orientar a equipe de saúde no tratamento dos pacientes. 

 

O que faz um psicopedagogo? 

 

O psicopedagogo estuda os processos de aprendizagem de crianças, adolescentes e adultos, identificando as dificuldades e os transtornos que interferem na assimilação do conteúdo. Para isso, faz uso dos conhecimentos das ciências psicológicas e das antropológicas para efetuar a análise do comportamento do aluno. 

 

O psicopedagogo atua com os pacientes em hospitais, em ONGs ou em centros comunitários. Outros ainda atendem em consultórios, orientando estudantes e seus familiares no processo de aprendizagem. Veja quais as principais áreas de atuação dessa linha da psicologia:

 

Área clínica: prestar atendimento psicopedagógico em clínicas e consultórios; 

 

Educação continuada: auxiliar indivíduos afastados da escola.

 

Orientação pedagógica: resolver questões ligadas à currículo, métodos de ensino e abordagens pessoais. 

 

Recursos humanos: assessorar empresas, órgãos públicos e ONGs nos processos de aprendizagem dos funcionários.

 

 O que faz um Psicólogo Social? 

 

Os psicólogos sociais estudam como a influência social, a percepção social e a interação social influenciam o comportamento individual e em grupo. 

Sua linha de atuação abrange descobrir soluções para os problemas do mundo real, oferecer conselhos e atuar na mediação de conflitos. 

 

Por isso, os profissionais que seguem essa linha de atuação desenvolvem atividades em diferentes espaços institucionais e comunitários, estudando e pesquisando temas pertinentes à relação do indivíduo com a sociedade. 

 

O que faz um Neuropsicólogo? 

 

Todo psicólogo estuda as relações entre o cérebro e as manifestações do comportamento humano e a neuropsicologia investiga como que as diferentes lesões cerebrais comprometem a cognição. 

 

Ou seja, esse profissional especializa-se em avaliar o grau de integridade e funções cognitivas como memória, atenção, linguagem, raciocínio, percepção visual, funções executivas, humor entre outras. 

 

Além de identificar as lesões, a avaliação do neuropsicólogo diagnostica os  efeitos cognitivos e comportamentais causados por desordens neurológicas. 

Dessa forma, auxilia no processo inicial de recuperação e baseado em evidências define estratégias para a reabilitação das funções comprometidas. 

 

Conheça nosso curso de Psicologia!

 

O curso de Psicologia da UNICEP foi desenhado capacitar profissionais para atuarem de maneira plena nos mais diversos contextos inerentes da profissão, como citamos acima. A grade curricular é composta de atividades comprometidas com a análise de diferentes sistemas psicológicos, possibilitando a reflexão da ampla gama de questões científicas e sociais que envolvem a atuação do psicólogo.

 

A graduação oferece conteúdos curriculares para que o aluno habilite-se para enfrentar com seriedade e competência uma diversidade de desafios da realidade contemporânea, como: 

 

  • Práticas emergentes; 
  • Atuação clínica em novos contextos; 
  • Ampliação do campo de atuação da psicologia da saúde; 
  • Mudança do foco sobre os problemas de aprendizagem; 
  • Melhoria das condições de ensino e do ambiente escolar; 
  • Inovação nos processos de recrutamento e seleção; 

 

O Bacharelado em Psicologia da UNICEP propõe uma integração entre teoria-prática com intuito de envolver ativamente o aluno e mostrar uma vivência realista dos problemas enfrentados pela população. 

 

Por meio de referenciais teóricos da psicologia, análise contextualizada e desenvolvimento de intervenções, os alunos usufruem da fundamentação teórica e aplicam os conhecimentos nas atividades práticas das disciplinas como os estágios supervisionados básicos e profissionalizantes. 


Assim, o estudante estará apto para explorar o amplo leque de possibilidades de atuação da profissão, inseridos em diferentes contextos de saúde e/ou educação. Além de desenvolver-se em todos os processos de promoção de saúde e cidadania garantindo uma formação básica, pluralista e sólida. 

Está interessado na graduação em Psicologia? Veja mais informações sobre a graduação da UNICEP e explore todas as possibilidades de atuação dentro da profissão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *