Pergunta: Será que eu realmente escolhi o curso certo?

Pergunta: Será que eu realmente escolhi o curso certo?

Ninguém merece perder tempo nessa vida e quanto mais cedo você se resolver, mais fácil será. Vamos descobrir se deveria ou não mudar de curso e apostar em outra carreira?

Você estudou bastante para passar no vestibular, leu tudo o que podia para decidir qual curso fazer, lidou com a pressão dos pais, com a adaptação na vida universitária e, depois de alguns semestres, veio a frustração: “escolhi o curso errado”.

Identificou-se? Essa situação é mais comum do que você imagina. Por incrível que pareça, muitas pessoas passam por isso: demoram para decidir e a admitir que aquele curso não é realmente o que gostaria de fazer.

Se “escolhi o curso errado” já passou pela sua cabeça, nós vamos mostrar para você neste post, os sinais que você deveria fazer outro curso, assim como começar a se organizar para resolver essa solução.

Ninguém merece perder tempo nessa vida e quanto mais cedo você se resolver, mais fácil será. Vamos lá?

Sinais de que você deveria fazer outro curso

Falta de interesse pela área

Se, por acaso, você vai para as aulas desanimando, suspira diversas vezes antes de chegar na sala, não tem mais interesse pelas disciplinas ministradas já pode ligar o sinal amarelo. Ainda mais se a faculdade for particular e você estiver arcando com as mensalidades do seu bolso.

Se o nível de aprendizado cai é o primeiro indício que a escolha não foi acertada. Assim, a melhor estratégia é repensar sua trajetória e começar a pesquisar por outras opções.

Insatisfação com o conteúdo

Estar desanimado com o curso está na maioria das vezes relacionado com insatisfação com o conteúdo. Se é um sacrifício ir para a faculdade e absolutamente nada te chama a atenção, você assiste às aulas apenas por obrigação, não perca seu tempo.

Não se sentir bem em frequentar as aulas

Esse sinal está intimamente relacionado com o item acima. Se você se identificou com algum desses tópicos, um caminho é ir atrás de uma experiência prática da profissão e verificar se será atraente.

Outro ponto que merece atenção é se a sua percepção é que o mercado nessa área é difícil, com poucas oportunidades e salários baixos. Pode ser que isso favoreça para que você não consiga enxergar-se exercendo a profissão sendo um indicativo para mudar de curso.

Seria uma boa apostar em seus anos de estudo em um curso que faça mais sentido para você.

Vontade de cursar outro curso

Pare e consulte seu coração: você tem vontade de ir para outro curso? Se sim, esse é um sinal claro que deveria avaliar uma transferência. O “escolhi o curso errado” é um problema difícil de ser percebido ainda mais de ser resolvido.

Envolve diversos fatores e é, na maioria das vezes, uma decisão complicada na vida do estudante. Reflita sobre as questões acima e, se chegar a conclusão que necessita mudar de curso, não se desespere.

Em outras palavras, não encare como se fosse o fim do mundo. Um curso novo pode abrir muitas oportunidades e, ainda, despertar um talento que você nem existir.

Converse com as pessoas ao seu redor, colete informações e esteja aberto a diversas opiniões. Após ter esses dados em mãos, lembre-se que a decisão é agora é apenas sua.

O que achou dessas orientações? Aqui, no blog da Unicep, você encontra dicas e informações para aumentar sua empregabilidade, reconhecimento e avançar na sua trajetória profissional. Explore! Conheça a Unicep!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *