Melhor horário para estudar: descubra em que momento você rende mais

Melhor horário para estudar: descubra em que momento você rende mais

Qual o melhor horário para estudar e render mais? Descubra aqui como descobrir qual o momento mais produtivo do seu dia!

Cada pessoa é única. Naturalmente, o momento mais produtivo do dia varia de indivíduo para indivíduo. Tanto que nos últimos anos, as empresas notaram de que alguns colaboradores desempenham melhor suas atividades à tarde ou à noite.

Assim, criaram políticas de flexibilização da jornada de trabalho, com horários alternativos para cada um explorar os horários mais produtivos. Se funciona com o trabalho, evidentemente, aplica-se aos estudos. Existem horas do dia em que você vai absorver melhor o conteúdo e render mais.

A ideia desse texto é te ajudar a descobrir quais são esses momentos e como utilizá-los a seu favor. Você confere como começar no próximo item.

Qual o melhor horário para estudar?

Como mencionado, isso varia de pessoa para pessoa. Mais importante do que seguir uma rotina tradicional de estudo é descobrir qual horário você produz mais e melhor.

Do que adianta começar estudar depois do almoço e não conseguir concentrar-se? Ou acordar muito cedo e você já sabe que não funciona muito bem pela manhã?

Aqui entra o autoconhecimento: você já viveu tempo suficiente para saber qual horário do dia está mais disposto. Reflita. Caso seja necessário, faça um diário de mais ou menos 10 dias e anote quais são os momentos em que está mais alerta.

Descubra em que momento você rende mais

Você descobriu que das 9h00 às 11h00 você está mais atento. Ou que melhor horário é durante a madrugada mesmo, das 02h00 às 04h00. Agora, use isso ao seu favor. Como? Vamos mostrar a seguir:

Elimine os tomadores de tempo

Com os períodos mais produtivos em mãos, aprenda a priorizar as suas atividades. Aqui cabe novamente uma autorreflexão a respeito do seu cotidiano.

Avalie quais atividades são essenciais e quais aquelas só dispersam seu tempo e foco, sobrecarregando-o e diminuindo sua qualidade de vida.

Depois, faça um esforço real para se desfazer desses chamados ‘ralos de tempo’. A ideia é otimizar o tempo e usá-lo a seu favor.

Priorize

Seus estudos devem ser prioridade na sua rotina. Caso não seja, repense. Uma das maneiras de lembrar o quanto é importante é relembrar o objetivo final daquele plano.

Para que você está estudando? Ingressar no ensino superior? Melhorar o currículo? Quer fazer uma segunda graduação ou investir em uma pós-graduação e melhorar o salário?

Com isso em mente, priorize esses momentos produtivos para estudar. Caso já esteja ocupado com alguma atividade importante, como trabalho, destine o segundo horário para essa finalidade.

Crie um hábito

É possível conciliar os seus compromissos e, ainda assim, investir no próprio aprendizado. E isso tornar-se ainda mais efetivo, é fundamental organizar-se. Para isso, monte um cronograma com todas as suas atividades.

Feito isso, separe um horário, sempre no mesmo período do dia para estudar. Repita isso todos os dias para criar o hábito. Depois de algumas semanas, seu cérebro vai associar aquele momento com a sua rotina de estudos.

Experimente

Pode ser que você não acerte de primeira. Por isso, a dica é criar um cronograma de estudos com duas semanas de duração. No final desse ciclo, você consegue reavaliar seu desempenho e ver se aquele modelo funcionou.

Caso você não tenha dito o desempenho esperado, faça outro modelo. Sempre leve em conta as observações já realizadas nos itens anteriores e adapte novamente sua rotina. E assim, experimente novamente.

Pronto! Com essas quatro dicas, você consegue utilizar os horários mais produtivos ao seu favor, montar uma rotina de estudos, garantir um maior entendimento dos conteúdos e não deixar a matéria acumular. Dessa forma, será possível alcançar seu objetivo rapidamente.

Gostou dessas dicas? Aqui no blog da Unicep você encontra dicas de como entrar na faculdade e como ir bem nessa nova fase, por exemplo, como os podcasts podem te ajudar. Explore!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *