Medicina Veterinária: Este curso é pra mim?

Medicina Veterinária: Este curso é pra mim?

Para ser um médico veterinário é preciso gostar de animais. No entanto, mais do que isso, é preciso gostar de humanos. Soou estranho? Pois é, algumas pessoas realmente surpreendem-se com essa afirmação. Porém, é o melhor conselho para levar em conta na hora de escolher por essa profissão.

Sim, é verdade, de que você precisa gostar de animais, desde os pequenos, passando pelos selvagens e pelos grandes. E precisa aprender mais sobre como seus organismos funcionam e como esses seres são do ponto de vista biológico.

Contudo, a profissão de médico veterinário vai além do “cuidar de animais”. É fundamental para garantir a saúde e o bem estar dos seres humanos. Isso porque possui um caráter social e uma responsabilidade fundamental na qualidade e segurança da produção de alimentos para consumo.

Aqui nesse conteúdo, vamos falar um pouco sobre como funciona o dia a dia de um médico veterinário. Você vai conhecer mais sobre essa carreira e esperamos que no final, esteja apto para decidir se essa é a melhor escolha para você.

Medicina Veterinária: cuidando dos pequenos animais

É um consenso geral de que a clínica de pequenos animais é a vitrine da profissão para a sociedade. A rotina de um médico veterinário que resolve seguir por esse caminho é atender os cães, gatos, roedores, animais exóticos e até mesmo cavalos em qualquer situação.

As atividades consistem basicamente em garantir o conforto e o bem-estar dos animais de estimação. E dos tutores e tutoras, afinal, por detrás de todo pet tem um ser humano igualmente ansioso.

O segmento de pets levantam cifras impressionantes: nos EUA, os consumidores gastam US$ 70 bilhões todos os anos em alimentos, suprimentos, visitas ao veterinário e outros serviços para animais de estimação.

Já o Brasil é o segundo maior mercado pet do planeta, com cerca de 54,2 milhões de cães vivendo como animais de estimação. Esse cenário, por si só, já mostra como que é uma profissão promissora. Mas, como dissemos acima, o leque é muito mais amplo.

Medicina Veterinária: os rebanhos entram na dança

A atuação passa por áreas como melhoramento genético, prevenção e tratamento de enfermidades dos diversos animais utilizados pelas indústrias de alimentos de origem animal.

Além disso, o médico veterinário é responsável por avaliar e certificar de que esses produtos estão saudáveis e de que vão chegar na mesa dos consumidores com a mesma qualidade. Essas atividades também estão presentes no dia a dia dos profissional que enveredam-se por esse ramo.

A rotina do profissional pode incluir ações que cuidam da saúde, alimentação e reprodução dos animais envolvidos, por exemplo. Isso inclui prática de campo, coleta de dados, exames clínicos e observar se estão sendo alimentados adequadamente e dentro das normas de bem-estar.

Caso você não tenha o perfil de quem gosta de entrar em uma granja, por exemplo, existem os profissionais que inspecionam a produção de alimentos de origem animal. O seu dia a dia consiste em verificar se as normas de higiene estão sendo cumpridas para, assim, evitar a transmissão de doenças aos humanos.

Medicina Veterinária: dentro do laboratório e da indústria

Indo por essa linha de controle, a rotina na profissão de um médico veterinário que atua no setor de tecnologias de produção na indústria alimentícia é totalmente diferente. Esse profissional fica essencialmente dentro das indústrias, acompanhando as linhas de produção e realizando o controle adequado.

Além disso, se você tiver um viés para marketing, existe a possibilidade de atuar na área comercial de grandes produtoras de rações, vitaminas, vacinas e remédios, etc… A rotina desses profissionais envolve atuar em marketing, atendimento e prestar assistência ao cliente.

Para finalizar, se seu sonho é estar dentro do laboratório, a medicina veterinária também oferece essa possibilidade. O profissional pode atuar como pesquisador no desenvolvimento de tecnologias para o setor animal, técnicas e metodologias de aperfeiçoamento genético, reprodução e alimentação.

Conhece alguém que gostaria de saber sobre a rotina do médico veterinário e iria adorar receber essas dicas? Compartilhe com seus amigos e amigas e fique de olho no nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *