Como lidar com a pressão dos pais nos estudos?

Como lidar com a pressão dos pais nos estudos?

Você sente pressão dos pais nos estudos para entrar em uma universidade pública? Aprenda aqui como lidar com essa situação.

A etapa entre o final do ensino médio e o começo da universidade é uma das mais delicadas da vida. Para começar, existem as dúvidas de qual caminho seguir, a ansiedade de como serão os próximos anos, os questionamentos sobre a carreira escolhida. E ainda tem a pressão dos pais nos estudos.

Seja por conta da sociedade, dos professores, da escola e até dos colegas, a cobrança por entrar em uma universidade vem de todos os lados. No entanto, uma das mais difíceis de lidar, na maioria das vezes, é a exercida pelos pais. É comum que, além da tradicional exigência de passar no vestibular, exista a expectativa de que seja em uma faculdade pública.

No entanto, nem sempre essa é a melhor opção para a profissão que você quer seguir. Dentro da carreira universitária, existem muitas instituições de ensino que oferecem uma grade curricular mais alinhada com as demandas do mercado, professores atualizados e infraestrutura de primeira.

Aqui nesse post, vamos mostrar como lidar com a pressão dos pais nos estudos e como argumentar de que possivelmente, uma faculdade particular seja o melhor caminho.

Informe-se

Você não está sozinho nessa: quase todo mundo precisa lidar com a pressão dos pais nos estudos para entrar na faculdade. E, na hora de escolher as universidades, vale a pena avaliar qual instituição faz sentido para a sua carreira profissional.

Com algumas informações em mãos, será mais fácil argumentar com seus pais e mostrar alternativas às universidades públicas. É isso que vamos conversar nesse item.

Por exemplo, em uma conversa franca, é possível mostrar que por mais que as faculdades mantidas com recursos governamentais sejam isenta de mensalidade, muitas vezes, possuem uma infraestrutura precária.

Se, por acaso, seu curso demandar recursos técnicos, como laboratórios, estúdios, espaços de aprendizados, auditórios, livros atualizados, dentre outros, existe uma possibilidade bem alta de que a estrutura não atenda às necessidades dos estudantes.

Por outro lado, as faculdades privadas costumam investir em equipamentos e práticas que viabilizem um ensino de qualidade. Além de terem interesse de que seus alunos sejam reconhecidos pelo mercado de trabalho, ainda existe a responsabilidade de comprovar o retorno do valor das mensalidades em melhorias.

Converse

Através de uma conversa sincera, é mais fácil evidenciar de que as instituições particulares possuem prédios maiores, ambientes mais confortáveis e ferramentas modernas. Assim como laboratórios e bibliotecas muito bem equipados para a realização de aulas práticas e pesquisas.

Fora isso, você pode ressaltar que as universidades públicas estão susceptíveis as greves, as quais podem durar mais de seis meses. Isso aumenta a incerteza de quando receberão o diploma e de quando começarão a vida profissional.

Outro ponto interessante é a localização das universidades públicas. A maioria delas estão situadas nos grandes centros urbanos, o que dificulta o acesso. Às vezes, o preço de morar em uma capital ou deslocar-se até ela todos os dias é mais alto do que as mensalidades.

Empodere-se

Partindo dessa premissa, as universidades privadas oferecem os cursos da modalidade EAD, os quais permitem que os estudantes assistam às aulas nos horários mais apropriados à sua rotina. Algumas vezes, sem nem precisar sair de casa. Fora isso, os campi são mais distribuídos pelo interior do País, facilitando o acesso.

Munido com esses argumentos, você vai se sentir mais empoderado na hora de debater com seus pais sobre quais as universidades fazem sentido para a sua carreira. Uma das maiores preocupações é em relação ao preço das mensalidades. Então, é bom ressaltar de que, hoje em dia, existem diversos programas desenhados para facilitar o pagamento.

Desde os governamentais, como bolsas de estudos (ProUni) e financiamento estudantil (FIES), até os próprios das instituições particulares, em parceria com empresas e bancos, existem diversas opções para conseguir arcar com os custos do ensino superior.

Fora que, para quem deseja economizar ainda mais, os cursos na modalidade EAD oferecem esses mesmo benefícios e contam com mensalidades até 60% menores do que as dos presenciais.

Converse com seus pais, mostre essas informações, empodere-se e lembre-se de que, no final das contas, você é quem realmente guia a sua vida. E acredite, se a instituição privada for a melhor opção, seus pais irão de apoiar. Afinal, eles sempre vão querer o melhor para você.

Gostou desse artigo? Conhece alguém que precisa descobrir mais sobre como funcionam os cursos de extensão? Compartilhem com seus amigos e amigas e fique de olho no nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *