7 dicas para se dar bem na apresentação do TCC

7 dicas para se dar bem na apresentação do TCC

É comum esse ser o momento de maior tensão na faculdade. Todos os frios na barriga que se sente durante o curso não chegam nem perto do que é sentido no dia de apresentar o TCC.

Mas não é por menos, o TCC é nada mais nada menos do que o Trabalho de Conclusão de Curso.

Não dá para apresentar mais ou menos. Tanto o trabalho, como a apresentação devem ser a chave de ouro de sua graduação. Ou seja, é nesse momento que você deve se destacar mais e sair dessa etapa da sua vida, deixando boas impressões para seus colegas, amigos, familiares e principalmente, para a banca de jurados.

Mas como uma boa apresentação não se faz sozinha, separamos algumas dicas para facilitar a sua vida.

Assista outras apresentações de TCC

Assistir outras apresentações é uma experiência enriquecedora, te mostra as falhas e as qualidades do grupo, deixando mais em evidência o que pode ser feito e o que não pode.

Assistir outras bancas faz com que você analise melhor a postura de todos, a dinâmica de apresentação, a forma como cada um fala. Ou seja, você tem a chance de corrigir vários erros que poderão atrapalhar a sua apresentação.

Portanto, mesmo que seja apresentação de TCC de outros cursos, assista. De alguma forma acrescentará algo para você, de modo que se sinta mais confiante.

Defina tópicos

Defina o assunto e todos os tópicos relacionados. Lembre-se de colocar apenas o que é estritamente necessário que o público saiba.

Assim, você fará com que sua apresentação fique mais “clean”, ou seja, mais direta e objetiva. Porém, muito cuidado no momento de selecionar os tópicos, para não deixar a apresentação vaga.

Você sabe o que vai ser falado e entende tudo, afinal você estava na produção. Mas o público não estava. Considere todos da plateia como leigos (inclusive a banca) e monte uma apresentação que explicará em detalhes todas as partes importantes do seu trabalho.

Planeje-se

Entender a ordem da apresentação é fundamental para fazer bem feito. Principalmente se o seu trabalho for apresentado por uma equipe e não só por uma pessoa.

Planejar a apresentação é imaginar em primeiro plano, como será cada etapa, a abertura, introdução, o desenvolvimento e por fim a conclusão do trabalho. Em cada uma dessas fases, tópicos relacionados devem aparecer. Por isso é fundamental planejar a apresentação.

Logo, nenhuma parte no início, meio ou fim te surpreenderá, abrindo a possibilidade de causar o tão famoso e temido “branco”.

Estude sua apresentação

Planejar é importante, sem sombra de dúvidas. Mas após ter feito isso, colocado no papel a ordem de apresentação, com todos os tópicos, divididos entre início, meio e fim. É hora de estudar a forma de apresentação.

Se você apresenta sozinho, estude tudo! Do início ao fim. Caso sua apresentação seja em equipe, continue estudando tudo. Afinal, essa é uma fórmula para contornar o “deu branco”.

Caso um dos colegas tenha esquecido o que falar, se você estudou todas as partes, terá confiança para ajudar.

Ensaie, ensaie, ensaie…

Uma dica simples mas extremamente eficaz, que faz com que todos que passem por isso acabem se sentindo mais confiante.

Quando vamos falar sobre algo que não dominamos bate a insegurança, nossa voz perde força, as mãos ficam inquietas. Mas quando ensaiamos, passamos as falas sozinhos ou com os colegas mais de uma vez, não existe surpresa, tudo que será apresentado já foi feito antes, em vários ensaios.

Portanto, ensaiar é uma das dicas mais importantes para que você consiga desenvolver uma apresentação dinâmica, alegre e confiante.

Faça exercícios vocais e corporais

Um corpo em equilíbrio fornece uma melhor sustentação para mente. Pensando dessa forma, outra dica importante é que você faça exercícios vocais, corporais e respiratórios.  Com certeza vai relaxar, reduzir o nível de ansiedade para atingir uma boa fluidez com o corpo, falar com segurança e confiança.

Tudo isso emana ao público a sensação de como você está se sentindo, faça com que percebam que você está tranquilo com o seu trabalho e a plateia terá uma expectativa positiva de você.

A forma como gesticulamos diz muito sobre nós, se estamos nervosos ou se estamos calmos. Para controlar melhor o nervosismo e gesticular de uma forma mais coerente, ensaie sua apresentação olhando para o espelho. Observe cada parte do seu corpo e a cada ensaio aplique as correções necessárias.

Postura e comunicação

Não menos importante é a sua postura e sua comunicação, que serão fortemente analisados por todos. Apesar de que nem todos possuem capacidade para julgar um trabalho de conclusão de curso, a banca estará lá, para este fim.

Para manter uma imagem positiva e um semblante confiante, treine sua postura. Nada de braços cruzados ou mãos no bolso. Caso tenha dificuldade com as mãos, opte por apresentar segurando uma dália.

A sua comunicação também deverá ser policiada: não use gírias, não fale muito rápido. Não adianta preparar falas complexas também, cheias de termos difíceis.

Pondere sobre a melhor forma para se pronunciar, mas fale tudo que deve ser falado, de maneira concisa, clara e compreensível.

Afinal, você precisa entender e o público também.

Conclusão

Existem uma infinidade de dicas para apresentar bem o TCC, mas a verdade é que com o tempo, você mesmo desenvolverá inúmeras outras para te ajudar.

Todas as dicas listadas aqui são importantes e valiosas, cabe a você enquadrá-las em sua apresentação.

Respeitando essas etapas, você terá uma apresentação coerente e entendível. Isso certamente será levado em conta pela banca de jurados, valorizando ainda mais a sua nota final.

Agora que está pronto para arrasar na apresentação de TCC. Descubra o que precisa para “dar início ao seu próprio negócio“.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *