6 filmes sobre BIOLOGIA que todo estudantes deveria assistir

6 filmes sobre BIOLOGIA que todo estudantes deveria assistir

Tempo de leitura: 4 minutos

Existem milhões de pessoas pelo mundo que são apaixonados por biologia, pelos seus mistérios, suas curiosidades. A biologia está presente em tudo: na chuva, nos animais, plantas, no dia, na noite. Mesmo as pessoas que não são grandes fãs da matéria, não conseguem deixar de se impressionar pela sua grandeza.

Neste mesmo mundo, existem pessoas apaixonadas por filmes, pelos seus mistérios, suas curiosidades. Cada obra conta uma história diferente, um enredo diferente, que desperta no público, sentimentos que no dia a dia acabam ficando escondidos.

Quando essas duas paixões se comunicam, filme e biologia, grandes obras são os resultados. E para todas as pessoas fascinadas por filmes ou com essa matéria encantadora, separamos algumas obras que reunem o melhor das duas partes.

1. Splice – A Nova Espécie

Neste filme, dois engenheiros genéticos trabalham na criação de novos animais, reunindo e misturando o material genético de cada um. O propósito desses engenheiros era descobrir soluções para fins medicinais. Porém, esse estudo foge do controle, uma espécie híbrida -feita a partir do DNA humano surge e passa a impor sua existência no mundo.

2. A Ilha

Imagine o planeta Terra após ter sofrido uma catástrofe ambiental, onde parte de sua população morreu devido à uma contaminação decorrente do acidente. Parte dos sobreviventes passam a viver em uma instalação temporária, cheia de regras, onde as pessoas praticamente abdicam de sua liberdade.

Lá, essas pessoas vivem os dias aguardando o momento de serem transferidos para “a ilha”, o único lugar seguro do planeta. Entretanto, com o passar do tempo, os personagens fazem descobertas que colocam em dúvida a existência da tal ilha e então partem para um plano de fuga.

3. Jurassic Park (todos os filmes)

O primeiro filme trabalha com dois paleontólogos e um matemático que são chamados para visitar o parque. Esse parque tem como atrações, os extintos dinossauros, recriados a partir do DNA pré histórico encontrado na ilha.

Apesar do bilionário proprietário do parque, garantir a segurança do local, alguns acontecimentos provam o contrário, colocando todos em risco, à mercê de grandes predadores à solta no parque.

Os demais filmes se apresentam como continuação ao primeiro, apresentando novos enredos, porém abordando com força a genética, paleontologia e a evolução.

4. Osmose Jones

Visitando o zoológico, um homem acaba contraindo algumas bactérias que começam a afetar seu corpo. O filme então se torna uma animação, demonstrando o interior deste corpo humano, como se fosse uma cidade.

Será preciso resolver o problema e salvar a saúde desse homem, como também, manter a ordem na “cidade” que existe dentro dele. É assim que o personagem Osmose Jones e seu amigo Drix partem para uma grande aventura, dentro do corpo humano.

O filme, além de bem divertido, mostra as funções do nosso corpo, nossas células e tudo que nos compõem, ao mesmo tempo que “dá vida” à cada órgão interno, tornando-os parte de uma “cidade biológica”.

5. Planeta dos Macacos: Origem

O filme planeta dos macacos aborda uma experiência que teve como resultado, um chimpanzé muito inteligente.

Esse animal viveu com um humano até que a sua inteligência – resultado da experiência, começam a promover tipos de pensamentos diferentes para o chimpanzé,  deixando-o em conflito pessoal com tudo que ele havia aprendido.

O filme se desenrola de tal maneira, que o chimpanzé passa a liderar uma revolução entre macacos contra os humanos, a fim de dominar a Terra. Para os que gostam desse tipo de enredo – que abordam o assunto evolução e revolução, todos os demais filmes “Planeta dos Macacos” são recomendados.

6. O Físico

Filme que se passa no século XI, época em que a medicina ainda estava bastante atrasada. Rob Cole, personagem do filme tem muita vontade de entender o corpo humano e sua funcionalidade e descobre em uma viagem para a Ásia, como diagnosticar a apendicite. Porém, não tem a chance de exercer sua função, pelo risco de ser queimado em praça pública.

Conclusão

Tanto o cinema como a biologia se mostram extremamente versáteis, na medida que apresentam filmes que misturam esses dois universos das mais diversas formas: através de ficção científica, drama, desenho e até terror, para o deleite dos apaixonados.

Comprovando que para gostar de biologia não é necessário ser um amante da matéria, apenas ter a cabeça aberta, para perceber quão incrível ela pode ser. Enquanto que o cinema, arte magnífica, continua entretendo milhões de pessoas,  apresentando enredos que muitas vezes elas sabiam que gostavam tanto.

Essa é a magia do cinema, proporcionando ainda muito mais mágica, quando somada a uma matéria tão fascinante quanto essa.

Agora que distraiu com alguns filmes sobre biologia, aproveite para conhecer alguns excelentes filmes sobre física.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *