10 dicas de como construir uma carreira internacional

10 dicas de como construir uma carreira internacional

Está interessado em trabalhar fora do país? Essas 10 dicas de como construir uma carreira internacional e chegar mais perto dos seus sonhos. Confira!

As tecnologias, as novas relações de trabalho, a globalização e o acesso ao inglês, o idioma universal, facilitaram a construção de uma carreira internacional. Hoje em dia, trabalhar em outro país é um sonho bem palpável e uma oportunidade viável para profissionais em diversas áreas de atuação.

Se, por acaso, viver uma experiência internacional está nos seus planos, esse post é para você. Separamos 10 dicas e orientações de como começar a estruturar a sua carreira internacional e aspectos que devem ser levados em consideração na hora de decidir. Confira!

Como construir uma carreira internacional: 10 dicas de ouro

1) Invista na sua formação acadêmica

Caso você tenha a possibilidade de estudar no exterior, essa é uma boa maneira de começar. Infelizmente, essa opção não está ao alcance de todos e, para aumentar as chances de construir uma carreira internacional, o melhor caminho é uma formação acadêmica que encaixe nos seus planos.

2) Aprenda inglês

Essa é uma condição essencial para quem gostaria de morar fora do Brasil. O inglês é considerado o idioma universal devido a sua facilidade gramatical e suas estruturas linguísticas. Mesmo que você queira morar em um país falante de outra língua, o saber falar inglês será necessário em algum momento.

3) Entenda suas pretensões

Autoconhecimento é importante em todas as áreas da vida e aqui não poderia ser diferente. Antes de traçar seu plano de carreira internacional, questione-se sobre suas pretensões de mudar de país. É para melhorar a sua carreira ou para mudar o seu estilo de vida? Com essa resposta em mãos, será mais fácil definir alguns nortes como:

  • Quanto tempo gostaria de passar no exterior;
  • Qual país seria mais adequado;
  • Quais objetivos serão alcançados com essa mudança.

4) Faça networking

Converse com quem já foi para fora, faça contatos, peça indicações… uma rede de contatos é a chave para o universo. Essa é uma boa maneira de começar a planejar a sua carreira internacional e ir amadurecendo sobre o que é melhor para você no momento. Pense em todos os seus colegas que moram ou moraram fora do Brasil e resgate aquele contato do fundo do baú. Esse é o caminho.

5) Escolha profissões flexíveis

Escolha uma profissão que esteja em voga nos outros países, como ciência da computação, desenvolvimento de sistemas, tecnologia da informação, gestão de projetos e dentre outras cuja flexibilidade permite trabalhar em outros países.

Isso aumenta as chances de começar a exercer a sua profissão aqui do Brasil, antes de dar um próximo passo e ir morar no exterior. Procure instituições de renome que ofereça esse curso e que possuam convênios com outras faculdades fora do País.

6) Pense na equivalência

Lembra-se do item 3? Ao saber mais sobre suas motivações, você consegue calcular variáveis e planejar-se melhor. Por exemplo, se seu plano é ir trabalhar alguns anos e depois voltar ao seu país de origem, é importante não dedicar-se a uma função tão específica a ponto de não ter equivalência no Brasil. Isso resultaria em dar um passo atrás na sua carreira.

7) Mantenha a mente aberta

Por outro lado, se seu principal interesse é ter uma experiência internacional para acelerar a sua trajetória de carreira, um conselho é abrir a sua mente e considerar destinos menos óbvios.

Algumas vezes faz mais sentido aventurar-se por países emergentes e com mercados mais imaturos, como Tailândia ou Filipinas. Esses lugares possuem menos competição e mais oportunidade, sem contar a imersão em uma cultura bem interessante.

8) Não tenha medo de se candidatar

Arrisque e candidate-se mesmo que não cumpra com os pré-requisitos. Se você tiver mínima afinidade com a vaga, arrisque. Pode ser que a empresa tenha alguma outra posição que seja mais compatível com você ou ainda guarde seu currículo para quando surgir outra oportunidade que tenha mais a ver com o seu perfil.

9) Não espere que seja fácil

Em contrapartida, é importante manter o pé no chão e ter em mente de que as coisas não são fáceis (a vida é assim no final das contas). Você vai receber muitas respostas negativas, algumas empresas podem te ignorar, algumas vagas vão fechar… mas não desanime. Essa dica está mais vinculada com resiliência. A ideia aqui é mentalizar de que a oportunidade certa para vai chegar.

10) Saiba que nem tudo depende de você

Por mais que tenha ouvido que seus sonhos só dependem de você, tratando-se de construção de carreira internacional, existem muitos fatores
que independem da sua vontade.

Crises de setor, crises de país, mudanças na legislação, processos de seleção falhos, recrutadores mal preparados, situações de doença… É mais fácil aceitar não se pode controlar todos os fatores e relaxar. Isso vai te ajudar a tomar novas atitudes, sair da zona de conforto, conectar-se com contatos estratégicos, buscar fazer mais e desafiar sua mente a entender como poderia ser bem-sucedido no sistema que se apresenta à sua frente.

Gostou desse artigo? Conhece alguém que tem interesse em construir uma carreira internacional? Compartilhe com seus amigos e amigas e fique de olho no nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *